Tenha controle da sua vida

Faça Como 10.968 Leitores e Baixe Gratuitamente Agora os 8 Métodos Comprovados Para a Cura da ANSIEDADE.

Mais Autoconhecimento Silvana Ceratti

Depressão, o que é?

Entenda o que é a depressão e identifique se você possui os sintomas.

Depressão, o que é?

Definida como um “estado patológico de sofrimento psíquico assinalado por um abaixamento do sentimento de valor pessoal, por pessimismo e por uma inapetência face à vida”, a depressão é uma doença psiquiátrica que necessita de tratamento.

Hoje em dia sabe-se que pode afetar pessoas de ambos os sexos, embora observe-se a maior incidência nas mulheres, fato facilitado pelas oscilações hormonais, as quais estão sujeitas no decorrer do mês. Infelizmente, também atinge crianças e adolescentes.

Caracteriza-se principalmente pela perda do interesse na realização das atividades diárias, apatia, diminuição das capacidades intelectuais (pensamento, raciocínio, analise, concentração, etc) e psicomotoras, alterações do sono, perda do interesse sexual e social, perda ou ganho de peso, e até com certa frequência, surgimento de pensamentos suicidas. Embora muitas vezes o quadro não seja reconhecido, é de extrema importância considerar este ultimo sintoma.

O quadro depressivo pode variar desde um grau considerado leve até um grau mais grave. A duração dos períodos de crise é indeterminado, dependendo de cada pessoa e do agente desencadeador, por isso o diagnostico deve ser feito considerando-se o histórico do individuo e pelo surgimento de mais de quatro sintomas associados a doença.

É importante aqui, distinguir a depressão de uma tristeza intensa que pode surgir em decorrência da perda de um ente querido, de um período de dificuldade financeira, perda do emprego, final de um relacionamento, enfim, nessas situações, existe um componente causador e que se espera vai ser amenizado ou sanado após um certo período, enquanto a depressão não tem uma causa aparente e o quadro de tristeza permanece por dias, semanas ou meses.

As causas dessa doença podem estar relacionadas a inúmeras situações e vão desde a genética até problemas psicossociais. Hoje sabe-se que está associada principalmente ao desequilíbrio de algumas substancias no cérebro.

Embora muitas vezes esse diagnostico possa assustar, a depressão pode ser tratada com acompanhamento adequado, desde a psicoterapia, nos casos mais leves, até com uso de medicamentos que auxiliam a pessoa a sair das crises.

Hoje já existem medicamentos bastante efetivos que não causam dependência e é importante salientar que essas medicações demoram semanas para começar a fazer efeito e mesmo quando ocorrem efeitos colaterais é importante mante-la até o quadro se estabilizar, em alguns casos, ela deverá ser usada por toda a vida.

O que importa é que com uso ou não de medicação e o tratamento adequado, uma pessoa com depressão pode conquistar um bom equilíbrio e voltar a ter qualidade de vida.

 
Silvana Ceratti

Sobre o autor | Website

Psicóloga, pós graduada em psicopedagogia. Formada em Cromoterapia, terapia floral,regressão, auriculoterapia, terapia corporal e reflexologia. Mestre em Reiki.

Baixe Gratuitamente o Livro Ansiedade Sem Remédios, Volume 2.

Baixe Gratuitamente o Livro Ansiedade Sem Remédios, Volume 2.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.