Mais Autoconhecimento Grupo Felicidade Consciente

Sofrimento – aprenda a usar essa emoção a seu favor

O sofrimento é algo que vivemos fugindo. Estamos sempre querendo atrair situações que são positivas e nos afastar de eventos que são negativos. Contudo, o sofrimento é inevitável e nossa vida. Pode parecer um pouco negativa essa afirmação, mas ela nos reflete como a realidade se apresenta. Isso porque a felicidade sempre se apresenta inseparável do sofrimento.

Vamos contemplar isso. Pense em algo que lhe deixa muito feliz. Pode ser qualquer coisa, um grande amor, um salário melhor, uma casa maior, uma viagem, qualquer coisa que quiser. Se olhar para isso pode pensar: “é uma boa coisa. Se eu alcançar isso com certeza estarei mais feliz”.

Assim fazemos esforços e empenhos para alcançar determinada situação. Trabalhamos, pensamos e criamos forças e energias para alcançar determinada situação em nossa vida, pois é lá que reside nossa alegria e felicidade.

Mas pense, e se você não alcançar? É sofrimento certo. Sofremos por não atingirmos o objetivo que queremos. A felicidade fica ancorada no objeto externo. Não temo chance alguma de ficarmos felizes se não atingirmos o objeto de nossos sonhos.

E se atingirmos? Bem, ai a situação é outra. Aumentamos os esforços para manter a situação e sustentar aquilo que nos traz alegria. Contudo, os esforços podem também gerar sofrimento e mesmo estando em castelos dourados, acabamos sofrendo pelo empenho para manter as causas e condições que sustentam aquela situação.

Por exemplo, pode ser que deseje uma promoção em seu trabalho e ganhará mais. Mas para isso talvez tenha que trabalhar mais e com aumento de carga venha junto o estresse e perda da qualidade de vida. Sem perceber estaremos em sofrimento.

Mas então como podemos sair dessa armadilha do sofrimento?

O sofrimento nos alerta que devemos mudar. Não podemos ficar adormecidos no sofrimento, acostumando-se com a situação e deixando que a dor faça parte de nosso dia a dia. Precisamos entender que o sofrimento vai nos ajudar a mudar.

Porém, para onde essa mudança vai nos levar? De maneira geral, leva-nos a migrar para outros objetos. O trabalho está ruim, mudamos de trabalho, o carro envelheceu, trocamos de carro, o namorado perdeu seu brilho, trocamos de namorado, e assim vamos para nossa próxima jornada em busca de algo que mantenha a alegria e o brilho em nosso olhar.

Essa jornada não tem fim. Estamos sempre em busca do novo alvo que reflita nosso estado interno. Mas não precisa ser sempre assim. Quando nos deparamos com o sofrimento podemos nos perguntar de onde vem essa insatisfação? De onde vem o que nos faz sofrer? Já sentimos isso antes?

Investigar o sofrimento faz que usemos ele como caminho para uma jornada diferente, uma jornada interior. Mudamos nosso olhar, que antes estava para fora, buscando objetos para satisfazer uma necessidade que não pode ser saciada por objetos externos, para um olhar interno. Observando a origem de nosso sofrimento temos mais chance de acalentar nossa dor.

Precisamos olhar para nosso coração e nossa mente, entender nossas emoções e desenvolver o olhar para aprender a ver a energia que movimenta tudo isso. Quanto mais aprofundamos nesse caminho, mais iremos ver o quanto nosso interior possui sabedoria para curar nossas dores e como as coisas e objetos do mundo externo não podem suprir essas questões internas tão profundas e enraizadas em nosso ser.

Por essa razão convido você a entrar nessa jornada interior, a olhar mais para dentro e menos para fora. A felicidade não está nas cosias, mas em você. Aceita esse convite?

Deixo aqui um texto sobre autossabotagem e como sair desse processo.

 

 

 

 
Grupo Felicidade Consciente

Sobre o autor | Website

Postagem realizada em colaboração por uma curadoria de conteúdo. O Grupo Felicidade Consciente é composto por autores e parceiros que se dedicam a fazer da vida uma prática constante de ampliação da consciência.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!



Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.